Notícias

Quinta-Feira, 04 de Julho de 2019 08:12

Vereadores se reúnem para ouvir demanda dos moradores do São Cristóvão

Vereadores se reúnem para ouvir demanda dos moradores do São Cristóvão Assessoria/Câmara Municipal

A Câmara de Vereadores promoveu na manhã da ultima terça-feira (02), uma reunião com moradores das Chácaras São Cristóvão, proprietário da empresa Top Terraplanagem e Construções, Adilson Moisés Muraro, servidores da Prefeitura de Sinop e a secretária Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Ivete Mallmann.

A reunião proposta pelos vereadores, teve o objetivo de buscar informações junto aos responsáveis, sobre a pavimentação asfáltica do loteamento.

De acordo com o termo de contrato 041/2015, firmado entre a Prefeitura de Sinop e a empresa Top Terraplanagem e Construções, a obra está autorizada para execução, há pelo menos cinco anos.

O proprietário da empresa informou que o atraso no cronograma de execução se deu em razão da demora na fiscalização das obras executadas, por parte Superintendência do Desenvolvimento do Centro-Oeste (Sudeco), localizada em Brasília-DF.

“A obra está parada porque dependemos do deslocamento do fiscal de Brasília para fazer a averiguação e aprovação das obras executadas. Somente após isso é que o pagamento é realizado. Estamos aguardando a liberação dessa verba para dar continuidade ao cronograma”, explicou.

Segundo o representante da empresa, ainda faltam a liberação de pouco mais de R$ 3 milhões para que todas as obras sejam executadas. “Liberando toda a verba, levaremos de seis a oito meses para conclusão total das obras. A sequência das obras é com base no cronograma. Liberando a verba, faremos a conclusão do bairro Bela Vista, depois o bairro Bom Jardim, Novo Jardim e então as Chácaras São Cristóvão”, comentou.

Até o momento, foram concluídas as pavimentações no Jardim das Nações, parcialmente o bairro Bela Vista e rua dos Manacás. Faltam Bom Jardim, Novo Jardim, São Cristóvão e Comunidade Vitória.

Outro assunto discutido, foi o problema de saúde gerado aos moradores, em decorrência do acúmulo de pó de serra de uma empresa instalada no bairro. Os moradores pedem a remoção da empresa para outro setor.

A secretária Ivete Mallmann, ouviu as demandas e se comprometeu a fazer um levantamento da legislação e documentos da empresa. Após esses procedimentos é que será possível tomar alguma medida. “Não tem como eu dar uma resposta de pronto, é preciso fazer um levantamento. Vou estudar o caso e voltamos para dar um desfecho”, disse.

Participaram da reunião o presidente Remídio Kuntz, e os vereadores Adenilson Rocha, Tony Lennon, Mauro Garcia, Joacir Testa, Agnaldo do Alto da Glória, Profª Branca, Maria José da Saúde e a assessoria do vereador Joaninha.

{{countcoment}} COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
{{car.nome}}
{{car.comentario}}
{{car.mais}}
{{car.menos}}