Notícias

Quinta-Feira, 03 de Outubro de 2019 08:15

ALTO TELES PIRES

Estação Hidrometeorológica será inaugurada nesta sexta-feira (04)

Autor: Assessoria MPMT

O Ministério Público do Estado de Mato Grosso, por meio da 3ª Promotoria e Justiça Cível de Sinop, e o Comitê da Bacia Hidrográfica dos Afluentes da Margem Direita do Alto Teles Pires promovem nesta sexta-feira (04), às 14h, cerimônia de inauguração da Estação Hidrometeorológica do Rio Preto. O evento será realizado no auditório das Promotorias de Justiça de Sinop, ao lado da Catedral.

A inauguração faz parte do lançamento do Projeto de Ampliação da Rede de Monitoramento de Estações Hidrometeorológicas nos rios que fazem parte do Comitê de Bacia Hidrográfica dos Afluentes da Margem Direita do Alto Teles Pires. A estação fornecerá subsídios para planejamento e gerenciamento dos recursos hídricos da região. Serão monitorados os rios Preto, Rosana, Caiabi, Nandico, Celeste e Lira, além de alguns córregos na região de Sorriso.

De acordo com os pesquisadores envolvidos no projeto, a cada 10 minutos serão transmitidas via rádio para um sistema online informações sobre o nível da água, turbidez, temperatura, PH e oxigênio. Uma vez por mês, os pesquisadores descem o rio para calibrar os sensores e garantir maior confiabilidade dos dados.

Como consequência desse trabalho, será possível identificar a quantidade de água que pode ser utilizada para captação e diluição de efluentes. Os estudos fornecerão subsídios para o enfrentamento de eventual crise hídrica. “A princípio serão instaladas seis estações hidrometeorológicas e três estações meteorológicas para avaliação das vazões, da quantidade de água disponível superficialmente e da qualidade dessa água, As informações obtidas vão subsidiar a adoção de políticas para o abastecimento público e para o desenvolvimento urbano”, explicou o professor doutor em Irrigação e Drenagem, Adilson Pacheco de Souza.

O promotor de Justiça Pompílio Paulo Azevedo Silva Neto ressalta que a ampliação da rede de monitoramento possibilitará um maior controle da captação da água. “Com essas informações, será possível ter embasamento científico para a concessão de outorgas por parte do poder público”, explicou.

Segundo ele, diante da importância do projeto, o Ministério Público do Estado de Mato Grosso destinou, por meio de Termos de Ajustamento de Conduta, cerca de R$ 300 mil para a sua viabilização. “Após cadastramento da iniciativa, os infratores de normas ambientais destinaram, como forma de ressarcimento pelo dano moral coletivo ou moral difuso causado à sociedade, recursos para a execução desse importante projeto”, enfatizou.

A presidente do Comitê de Bacia Hidrográfica dos Afluentes da Margem Direita do Alto Teles Pires e secretária municipal de Meio Ambiente, Ivete Mallmann Franke, acrescenta que a qualidade da informação permitirá a realização de diagnóstico para  o planejamento e gerenciamento dos recursos hídricos. “É pensar Sinop no futuro, aquilo que projetamos e desejamos, sabendo que os recursos hídricos são fundamentais para que o desenvolvimento aconteça”.

Fonte: prefeitura municipal de Sinop